domingo, 23 de fevereiro de 2014

O que eu aprendi com 5 anos de blog



Há exatamente cinco anos atrás, no dia 23 de fevereiro de 2009, eu estava online no MSN como em qualquer dia comum, procurando algum amigo para me tirar do tédio. Era carnaval e eu estava em casa, sem absolutamente nenhuma opção de diversão que não fosse passar o dia inteiro na internet. Então um amigo virtual que mora no Piauí veio conversar comigo, e me contou que havia criado um blog. Me mandou o link e ficou dizendo que era muito legal e eu deveria fazer um pra mim também. De início fui relutante, pois já havia tido incontáveis flogs e nunca conseguia levar a sério nenhum. Depois de muita insistência dele, acabei decidindo criar o A Melhor Parte de Mim, onde eu postava uns diários virtuais.
Com o tempo fui conhecendo outros blogs, e acabei me apaixonando por este universo. Descobri o blog da Bruna Vieira quando ela ainda nem era famosa, e gostava do conteúdo dele, com textos mais elaborados que meus simples diários. Juntei minha já conhecida paixão pela escrita e comecei a me arriscar, escrevendo meus próprios textos, e assim acabei descobrindo a melhor maneira do mundo de colocar os sentimentos para fora, de botar ordem nos pensamentos e conseguir entender melhor a si mesmo. Sei que nunca fui muito dedicada, nunca postei com frequência nem nunca consegui muitas visualizações na minha página, mas isso não muda o fato de que este pequeno domínio no universo virtual marcou minha vida, intensa e profundamente.
O que eu aprendi nesses 5 anos de blog? Vejamos... eu aprendi a me vestir melhor, a fazer um delineador de gatinho e algumas técnicas legais de fotografia. Mas o que eu realmente aprendi com o blog vai muito além disso. Aprendi sobre sonhos; daqueles que se realizam com muito esforço. Aprendi sobre sentimentos, sobre se aceitar e sobre ser feliz. Aprendi sobre amizade, sobre sexo e sobre namorado. Aprendi sobre o amor em todas as formas possíveis que ele possa assumir. Aprendi sobre amadurecimento, responsabilidades e sobre a vida. Aprendi sobre TPM, e um pouco sobre livros também. Aprendi a escrever melhor, a não levar tão a sério os comentários, e aprendi sobre pessoas e pontos de vistas divergentes. E talvez o mais importante, aprendi, afinal, qual é a melhor parte de mim.
A melhor parte da Anna imatura e inexperiente de 15 anos que criou este blog definitivamente não é a melhor parte da Anna que está escrevendo esta frase. A mochila da vida veio ficando mais pesada, acumulando mais experiências, que aos poucos foram me transformando. E assim como todas as minhas bolsas, esta mochila tem muitos zíperes e divisórias. Uma delas está tão cheia com tudo o que aprendi com este blog que nem consigo mais fechar. Sinto que a vida já está começando a implorar que eu compre uma mochila maior, pois preciso de mais espaço aqui dentro para todas as aprendizagens que ainda estão por vir, juntamente com os próximos anos de blog que certamente tenho pela frente. O que posso adiantar é que certamente estou ansiosa para descobrir qual será a melhor parte de mim daqui a 5 anos.