segunda-feira, 6 de maio de 2013

Resenha: Cinquenta tons de cinza

Oi pessoas. Já faz algum tempo que terminei de ler esse livro (tipo mais de um mês) mas só hoje tive tempo de tirar as fotos pra ilustrar a resenha e postar aqui. Sei que já passou a modinha e que existem mil e uma resenhas deste livro pela internet, mas eu quis dar a minha opinião porque achei bem diferente da opinião da maioria das pessoas que conheço e que leram. Então, vamos lá ao que interessa.



Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.


























Minha opinião: Não gostei. Comecei a ler o livro com muitas expectativas porque milhões de pessoas me recomendaram e disseram que eu iria amar e etc. Não vi nada de mais na história. Em termos literários achei bem fraquinha. Tá, é bem diferente por conter cenas explicitas de sexo e sado-masoquismo e talvez por isso tenha chamado tanto a atenção da mídia e das pessoas. Mas para mim não foi lá uma novidade porque eu já estou acostumada a ler histórias com cenas explicitas em web novelas e fan fics, por isso o diferencial desse livro não foi tão chocante para mim. E inclusive achei ridículo um livro tão pesado como esse ser vendido pro ai como um romance. Esse livro é erótico, e vejo um monte de crianças lendo ele. Acho que a venda deveria ser restrita para maiores de 18, e os pais que vissem os filhos lendo essas cosias deveriam confiscar da mesma maneira que confiscam os sites pornográficos no computador delas. Tem cenas de sexo o tempo inteiro! Tipo, a cada duas páginas. Achei que foi apelação de mais da autora isso. Colocar cenas explicitas é legal, mas não precisa ser o livro inteiro assim também. Porém, preciso confessar que essas cenas apesar de exageradas são muito boas, e se você ler em dias de carência é bem capaz de subir pelas paredes.

Mas enfim, voltando para a história... Achei a construção da personagem principal muito fraca. Ela é uma cópia da Bella Swan que eu tanto odiei em crepúsculo, só que com um pouquinho mais de personalidade e atitude que ela. Mas ela é chata, insegura, sem sal, não faz ideia do seu poder de atração, além de muito ingênua e atraída por tudo o que é proibido. Logo na primeira cena do livro vemos ela dizendo que é muito desastrada, muuuuito desastrada (estilo Bella mesmo), e no caminho da porta até o escritório de Grey ela cai ou se desequilibra pelo menos umas três vezes e diz que isso acontece o tempo inteiro. Porém, não vemos mais, em nenhum momento do livro, ela caindo ou se desequilibrando, nem mesmo quando está bêbada ou de salto alto. Achei isso uma tentativa desesperada da escritora de fazer ela parecer com a Bella que conquistou as adolescentes pra vender mais, mas que depois não se encaixou bem na história.

E quando ao personagem de Christian Grey que várias pessoas me disseram que eu iria me apaixonar, eu odiei. Odiei de verdade aquele homem. Ele é maníaco por controle, machista, mandão, sadista e exibido. Odiei absolutamente tudo na personalidade dele. Não me levem a mal, mas eu sou uma pessoa feminista e nunca iria me apaixonar por um homem que gosta não só de mandar na mulher e controlar desde o que ela veste até as horas de sono que tem por semana, mas que acima de tudo quer bater nela para ensinar a não desobedecê-lo. Ridículo isso. Várias vezes enquanto lia eu me irritava e começava a xingar ele em voz alta e fechava o livro dizendo que não queria continuar a ler. Só continuei na verdade porque detesto parar um livro pela metade.

A única coisa que eu achei legal foram os e-mails que eles trocavam, que aparecem durante o livro inteiro. Eram engraçados e muitas vezes me faziam levantar da cama de emoção. Confesso que a única coisa que me estimulava a continuar a ler era saber que dali a tantas páginas teria mais e-mails (sim, eu saia olhando na frente procurando se ia demorar a aparecer outro e-mail, porque era realmente a melhor parte). E quanto a história de amor deles, achei bonitinha. A maneira como eles tentam fugir do sentimento no começo, e como eles tentam entender o que sentem na metade, e se entregar ao sentimento no final... foi bonitinho, mas não foi essas coisas todas, e não acredito que valha a pena ler só por ela. Inclusive, não fiquei com a mínima vontade de ler os outros dois livros da saga. Talvez um dia eu leia, mas só se alguém tiver um argumento muito bom para me convencer a lê-lo.

Desculpa a quem gostou muito da história e não concorda com a minha opinião, mas como disse, é a minha opinião e vivemos em um pais onde é permitida a liberdade de expressão. Sinceramente não vi nada de mais no livro, não coonsidero bom ao ponto de virar best seller e fazer o sucesso que está fazendo, e numa escala de 1 a 5 eu daria nota 3.
Minha cara lendo algumas cenas quentes do livro! kkkk



Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Puts, eu acho esse livro uma porcaria de tamanho maior.
    É só uma desculpa pra ler sobre sexo, porque não tem historia nenhuma ai, só sexo ¬¬
    coisa de criança que se masturba kkkkkkkkkk sinceramente, uma porcaria.

    ResponderExcluir
  2. Adorei as fotos! hahaha Não gostei, comecei a ler e abandonei. Achei completamente sem história, irreal e apelativo. Não vale a pena!

    Blog: O silêncio não existe
    FanPage: www.facebook.com.br/osilencionaoexiste
    Beijos, Lenise

    ResponderExcluir
  3. Adoreeei as fotos! hahaha Não gostei do livro, achei a história superficial, irreal e extremamente apelativa! Não sei porque de tanto sucesso. Não vi graça.

    Blog: O silêncio não existe
    FanPage: www.facebook.com.br/osilencionaoexiste
    Beijos, Lenise

    ResponderExcluir
  4. Tem muita gente falando bem desse livro, a primeira pessoa que mostra outro ponto de vista é você, porque em outros blogues só vi pessoas falando bem. Gostei da resenha, o bom do mundo da leitura é que nnguém faz uma resenha igual a outra.
    http://cantinhodoescritoreleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Finalmente uma mulher inteligente falando sobre o livro lixo...

    Agora sexo mudou: tem que ter quarto vermelho, instrumentos de tortura, espelhos e roteiro....

    Sexo bom é quando não dá tempo de tirar a roupa... Mas só os apaixonados é que fazem isso...

    Obrigada pelo texto coerente. Odeio e tenho nojo do personagem lixo. Abraços.

    ResponderExcluir

Se você gostou do post, comenta! Vou adorar saber o que você achou.
Assim que puder responderei seu comentário, e se você deixar o link do seu blog irei retribuir a visita. Obrigada, e volte sempre!

Beijos, Anna