segunda-feira, 29 de abril de 2013

Meme: Skoob - Minha Estante Virtual

Fui indicada pela minha amiga Nayla do blog The Queen Land a participar deste meme que achei super legal onde falamos um pouco sobre nosso perfil no Skoob. Para quem ainda não conhece, o site (books de trás pra frente haha) é uma rede social para quem como eu é apaixonado por livros. Lá nós podemos ver os lançamentos, marcar os livros que já lemos, os que queremos ler, ver resenhas e opiniões de outros leitores sobre o livro, fazer uma lista de presentes, uma meta anual... Para quem tem sempre 1001 coisas na cabeça como eu, esse site é ótimo para organizar melhor nossa vida literária.



1. Quantos livros você tem na aba LIDO no Skoob?
58 livros. Acho que já li mais que isso, mas foi impossível lembrar de todos quando fiz minha conta. De qualquer forma, é um número bastante baixo (pelo menos eu acho). Gostaria ter ter tempo para ler beeeem mais que isso.

2. Qual livro você está lendo?
Estou lendo quatro, nunca consigo ler apenas um.
Depois dos Quinze - Quando tudo começou a mudar: sim, o livro mais famoso da blogsfera. Ele é de contos e crônicas, e apesar de ser uma delícia e de leitura rápida eu estou demorando muito nele porque gosto de ler um texto por dia. Assim consigo refletir melhor o que aprendi com ele, o texto fica mais impregnado em mim desta maneira.
Gestalt-terapia explicada: Esse livro eu peguei na faculdade para apresentar um seminário sobre a gestalt terapia, mas acabei me interessando TANTO pela terapia que resolvi renovar o livro e tentar ler ele inteiro. Esse livro meio que me direcionou para qual abordagem profissional eu vou querer.
Esto Es Guestalt: Também é um livro sobre a gestalt terapia que eu peguei na biblioteca da faculdade para apresentar o seminário e decidi ler ele inteiro. A diferença é que este é em espanhol, e como eu amo espanhol e estou me apaixonando pela terapia não resisti e tive que pegá-lo pra ler também.
Morte Súbita: O novo livro da minha idolatrada J. K. Rowling. Ganhei ele de presente de amigo secreto no natal mas pro conta da faculdade só agora que entrei de férias foi que tive tempo de começar a ler ele.


3. Quantos livros você tem na aba VAI LER?
40 livros. Tento me controlar e não colocar muitos livros nesta aba, pois quando coloco me sinto no compromisso de ler este livro a todo custo, e não tenho muito tempo para ler todos os que tenho vontade. Então eu marco apenas os livros que eu REALMENTE pretendo ler um dia, e não todos aqueles que tenho vontade de ler.

4. Você está relendo algum livro? Qual é?
Nunca releio livros pois para isso teria que abicar de um tempo que não tenho. Prefiro gastar meu tempo lendo livros novos. Os únicos livros que eu li mais de uma vez foram O Pequeno Príncipe porque quando li a primeira vez era muito pequena e por isso não entendi muito bem e então reli várias vezes até entender, e Harry Potter que é minha maior paixão e eu vou continuar relendo para o resto da vida. Inclusive, vou ganhar de aniversário a coleção completa da saga com a capa branca, um luxo que meu namorado vai me dar, e ai vou reler todos. s2

5. Quantos livros você já abandonou? Quais são eles?
Foram 4. O primeiro foi Memórias Póstumas de Brás Cubas, ganhei esse livro em um sorteio no colégio e comecei a ler mas não tive paciência pra sair do terceiro capítulo. É muito chato, com uma linguagem difícil de compreender e me dá sono. Muito sono. Passei a ler páginas dele todas as vezes que estava com insônia, mas nem assim consegui, então finalmente decidi deixar pra lá.
Depois foi O Cidadão de Papel que meu professor de sociologia do ensino médio mandou ler. Achei a história muito interessante tinha outras coisas para estudar na época ai deixei pra ler depois. Comecei, li umas 15 páginas, mas fiquei muito ocupada e desisti de ler. Uma pena porque adoro sociologia e o assunto abordado nele.
Estrela para a vida inteira é um livro com poemas de Manoel Bandeira. Comecei a ler porque era o assunto de uma prova de literatura, mas ai a prova passou e eu só consegui ler metade, ai perdi a vontade de ler o resto e deixei pra lá.
Muitos podem querer me matar mas o último abandono que fiz foi Game of Thrones. Comecei a ler porque tenho dois amigos totalmente loucos pela história e que praticamente me obrigaram a ler, mas eu não consegui. É muito grande e muito cansativo e eu não gosto do enredo. Este estilo literário não combina comigo, então depois de muitas tentativas eu me rendi e devolvi o livro deles.

6. Quantas resenhas você tem cadastradas no Skoob?
Três. Dom Casmurro, Lua Azul e O Xangô de Baker Street. Não gosto muito de fazer resenhas no skoob, prefiro só comentar rapidinho o que achei do livro e pronto.

7. Quantos livros avaliados você tem na sua lista?
58 livros. Exatamente todos os que li foram avaliados, adoro dar a minha opinião sobre tudo.

8. Na aba FAVORITOS, quantos livros você tem registrados? Cite alguns.
15 livros. Tento colocar lá apenas os que eu considero os melhores dos melhores dentre os que li. Lá estão todos os 7 livros da saga Harry Potter, os três livros da saga de Jogos Vorazes, todos os livros de li de Dan Brown e Agatha Christie, além de Marley & Eu que me fez chorar como nunca na vida (até hoje quando me lembro ainda choro) e o livro Dulce Amargo da minha ídola Dulce Maria, porque cada vez que pego nele meu coração acelera, é muito orgulho e muito amor concentrado naquelas páginas.



9. Quantos livros você tem na aba TENHO?
29 livros. Beeeeeeeeeeeeem pouquinhos, eu sei. Sou uma pessoa pobre e não tenho dinheiro para comprar livros. A maioria dos que leio ou pego emprestado com amigos ou baixo por e-book.

10. Quantos livros você tem nos DESEJADOS?
15 livros. Toda a saga de Harry Potter que eu ainda não tenho, além de outros que eu quero mais para colecionar do que para ler. Como disse não me importo de pegar o livro emprestado para ler, não faço questão de tê-lo, a não ser que seja um livro que eu realmente ame muito.

11. Quantos livros emprestados no momento? Quais?
7 livros. Senhora e A Moreninha que emprestei pra uma amiga minha que estuda letras e tava lendo uns livros do romantismo pra faculdade, Pollyanna Moça que emprestei pra uma criança que ia para o colégio na mesma condução que eu, mas ela se mudou e não me evolveu o livro a tempo, e nunca mais a vi para pedir de volta. 4 vidas de um cachorro que emprestei pra Renatha, Para Sempre que emprestei a Sheilla, Dulce Amargo que emprestei a Louise e Quem Me Roubou de Mim que emprestei a minha tia mas nem pedi de volta porque não faço questão, o livro é muito chato.

12. Você quer trocar algum livro? Quais são?
Tenho um monte de livros chatos da literatura clássica brasileira que eu ganhei da minha tia e nem li. Coloquei todos pra trocar, vai que alguém se interessa...

13. Na aba META, quantos livros você tem marcados? Cumpriu essa meta?
16 livros. Até agora só li 2 e estou lendo 4. Ano passado coloquei mais de 25 livros na meta e não consegui ler nem a metade, então por isso eu coloquei um número baixo esse ano para tentar acompanhar. Fiz uma estimativa de ler 1 livro por mês, e 2 nas férias, o que deu 16 livros. Espero conseguir ler mais.



14. Qual é o número do teu paginômetro?
15.988

15. Qual o link do teu perfil no Skoob?

Não vou indicar ninguém para fazer o meme porque não sei quais blogueiras têm skoob. Mas se você tiver então sinta-se a vontade para fazer também.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

The only excepcion





Aquele era um típico dia onde ela acordou com o pé esquerdo. Desde a noite anterior ela já havia ficado chateada com uma conversa séria que teve com sua mãe, a respeito de seu futuro. Mas depois de escutar muita música da playlist “relaxar” ela prometeu a si mesma não se estressar com aquilo. E então, pela manhã ela foi para a faculdade e logo na primeira aula recebeu uma notícia horrível que veio junto com a decepção de uma amizade que, apesar de estar só iniciando, ela acreditava ser verdadeira. Tudo isso juntou com a saudade que ela sentia do namorado – fazia quase um mês que não se viam – e com a TPM pós menstrual – porque como se já não bastasse uma antes do ciclo, ela também tem uma depois dele – e fez com que aquela pobre garota perdesse o equilíbrio emocional.

Passou a aula de filosofia inteira ouvindo a playlist triste do seu celular e rabiscando coisas na folha de trás do caderno. Assim que a aula acabou ela deu uma fugida dos seus “amigos” e logo procurou um lugarzinho vazio aonde pudesse chorar. E lá se sentou, chorou e até ligou para aquela sua amiga do ensino médio para dizer o quanto sentia saudade dela. Depois disso ela recebeu uma ligação do namorado. Parece até que ele adivinha todas as vezes que ela está precisando de alguém, pois sempre aparece justamente nessas horas.

E ela contou tudo a ele, e chorou mais uma vez. E ele tentou confortá-la, mas não funcionou muito. Acontece que quando ela está neste estado desequilibrado não há nada que possa alegrá-la, tudo o que ela quer fazer é apenas chorar até a dor passar. E então ele começou a contar piadas na tentativa de animá-la, mas ela simplesmente odiou isso. Foi muito grossa mandando ele parar, e ele, claro, não gostou do tom de voz com que ela reclamou à ajuda que ele estava tentando dar. E eles discutiram, mesmo aquele sendo o aniversário de dez meses de namoro deles. E ela chorou mais ainda. Tudo o que ela menos queria naquele momento era discutir com ele para aumentar mais ainda os seus problemas.

E foi isso o que ela disse a ele, pedindo para desligar o telefone e resolverem isso depois. Ele concordou após soltar algumas ironias, seguidas por ironias dela também. Às vezes um “vai tomar no cu” dói menos que certas ironias. Assim que desligaram ela colocou novamente seus fones de ouvido e voltou para sua playlist de músicas tristes. Depois de três músicas começou a tocar The Only Excepcion. Sim, aquela música de Paramore que sempre significou tanta coisa pra ela. E apesar de não entender inglês muito bem ela sabia de cor a tradução daquela música. Depois de cantarolar algumas frases segurando as lágrimas, a música foi interrompida. Bem na hora que ia começar o refrão.

Era ele ligando. Cinco minutos depois de eles discutirem ele estava ligando de novo. Ela atendeu achando que iria ouvir mais ironias, entretanto ouviu um silêncio por dois segundos. Quando ela cansou-se de esperar arriscou dizer um “Alô” que foi seguido imediatamente pela voz dele.

- Te amo!

Sua voz estava exausta, com um “cansei de brigar” subentendido. Parecendo cena de filme ou não, nesse exato momento ela abriu um sorriso enorme e uma lágrima escapou-lhe dos olhos. Ela conseguia ouvir o refrão da música continuar a tocar em sua mente enquanto ela pensava “É, realmente, ele é a única exceção”. E mesmo os dois sabendo que a errada na história era ela, ele começou a pedir desculpas pela discussão e falou que não adianta, pois nem quando ele quer sentir raiva dela consegue.

Tudo isso a levou a refletir sobre a pessoa maravilhosa que ela tinha ao seu lado. Quantos homens nesse mundo conseguem engolir o orgulho – mesmo sabendo que estão certos – e ir pedir desculpas? Podia até existir mais algum assim, mas ele era o único que conseguia entendê-la. Ele era capaz de amá-la daquele jeitinho complicado, amar cada ponto crítico de sua personalidade que os outros costumam odiar. Ele era capaz de amá-la por inteiro. E ela sabia que também amava cada célula daquele corpo que ela tanto sentia saudades de abraçar. E no fim tudo terminou bem, e o estresse com os problemas acabaram transformando-se em apenas mais saudades – e ansiedade, pois em uma semana eles iriam finalmente se reencontrar.

sábado, 13 de abril de 2013

Diário #27


Quantas saudades daqui e de vocês! Estive ausente porque estou vivenciando o famoso final do período. Milhões de provas e trabalhos e seminários para dar conta, tudo muito em cima um do outro. Quarta-feira eu entro de férias e ai estarei por aqui com bem mais frequência. Tenho um monte de texto escrito pra postar já, vários planos pra o blog (inclusive um layout novo porque já enjoei desse).

Mas enquanto quarta feira não chega e nada disso acontece, deixem-me atualizar um pouco da minha vida por aqui. O período está acabando, e está batendo aquela tristeza de perceber que não verei mais os professores dessas cadeiras, os monitores... Passei esses seis meses rezando para que tudo terminasse logo e eu entrasse de férias, mas agora que está terminando eu estou triste. Me apeguei de mais a algumas pessoas, por exemplo a professora de neuroanatomia, que virou uma amiga! Ela é fã de RBD, acreditam? E chorou horrores no último dia de aula (foto) porque disse que nossa turma marcou muito ela e ela não queria nos dizer adeus. Como explicar que ela também me marcou? Aprendi tantas coisas com ela, seis meses é tão pouco! Precisávamos conviver por mais tempo.

Mas a faculdade é assim. Os vínculos que você forma só duram seis meses. E em maio começa um novo período, onde vou me apegar a novos professores, novos monitores, conhecer alunos novos... e já sei que no final estarei triste por ter que deixar todos de novo. Acho que nunca vou me acostumar com isso. Gosto quando as pessoas permanecem na minha vida.

Ah, quero compartilhar com vocês também a felicidade que estou pelas minhas notas. Até o momento não tirei nenhuma abaixo da média, e isso é muito feliz! Eu adoro tirar notas altas, no colégio meu boletim era recheado de 9 e 10, mas eu tinha consciência de que na faculdade seria diferente. Prometi a mim mesma me esforçar para pelo menos não reprovar em nenhuma cadeira, e consegui :) A maioria das notas foram bem em cima da média, tirei 10 em apenas uma cadeira (filosofia, e não conta muito porque o professor ajudou bastante passando um monte de trabalho e também o monitor mais legal do mundo me deu todas as respostas da prova e salvou meu seminário), mas já estou imensamente satisfeita com isso.

Outra novidade é que agora eu estou morando sozinha. De verdade dessa vez. Comentei aqui que estava morando na casa da minha avó, mas agora meus pais alugaram um apartamento para eu morar aqui em Recife. Estou dividindo-o com meu irmão, e estou adorando a experiência. De verdade. Morar sozinha era um grande sonho meu. Ter meu próprio apartamento e tudo o mais. Finalmente está se realizando. Assim que entrar de férias eu vou começar a decorar meu quarto, vou tentar deixar ele à minha cara sem gastar muito, e ai eu fotografo tudo e posto aqui para vocês verem. Se quiserem fotos do apartamento todo é só pedir, mas aviso logo que ele não tem nada de mais, é um apartamento normal, e inclusive está faltando alguns móveis ainda. A única coisa realmente interessante dele será o meu quarto.

Bom, é isso, depois venho com mais novidades por aqui. Quarta feira volto a postar com mais frequência. Espero que vocês não me abandonem. E desculpem, de verdade, pela loucura que minha vida fica quando eu tenho provas. Beijos e até o próximo post.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Hace un instante




"Al perderme en tu mirada algo sucedió
Milagrosamente el alba
Comenzó a llenarse de color
Mientras la luna se iva escondiendo

Una luz revoloteaba encima de tu piel
Y desnudos desde el alma
Vimos juntos el amanecer

(...)

Con un beso reinventaste todo mi interior
Ya no fuimos los de antes
Cuando comenzó a salir el sol

No hacía falta ni una palabra"

Hace Un Instante - RBD