quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Bagunça


Olho para o meu quarto e simplesmente não o reconheço mais em meio a tanta tralha espalhada em todos os lugares. Tenho que disputar um lugar na minha própria cama, que no momento está tomada por zilhões de roupas que provei esta manhã para ir naquele almoço importante - aonde tudo deu errado. Mal consigo espaço para colocar o notebook na cama e escrever esse texto, pois a mesa aonde ele deveria ficar está tomada por todas as minhas maquiagens espalhadas. E na cadeira aonde eu deveria me sentar para digitar repousam inúmeros livros e folhas sobre psicologia que eu deveria ter lido nas últimas duas semanas, mas simplesmente não li. E em cima dos livros estão mais roupas espalhadas, só que dessa vez são roupas sujas que eu nem se quer tive coragem de colocar no cesto. Aliás, não tive coragem nem mesmo de fechar a porta do guarda roupa. Desde ontem ela está aberta, me fazendo contemplar a bagunça que também se aloja dentro dele.

E eu olho para tudo isso e penso "preciso arrumar meu quarto", mas continuo deitada, sem coragem para nem me levantar da cama. E então eu chego a conclusão de que eu não consigo arrumar meu quarto porque primeiro eu preciso arrumar a minha vida, aonde a bagunça está ainda maior. Mas eu simplesmente não sei por onde começar. Aliás, esse é um grande problema meu, nunca sei por onde começar nada. Quando ia fazer redação para o colégio passava 30 minutos tentando começar e apenas 15 minutos escrevendo a redação em si. Geralmente, quando vou arrumar meu quarto eu passo pelo menos cinco minutos sentada na cama contemplando a bagunça para poder descobrir por onde é mais viável começar. Tentei utilizar a mesma técnica para rearrumar a minha vida e simplesmente não deu certo.

Ah, como eu queria que arrumar uma vida fosse tão fácil quanto arrumar o quarto! Seria só ligar uma música animada e começar a tirar todo o lixo e depois colocar as coisas em seus devidos lugares. Mas a vida é bem mais complicada que isso. Exige tempo, dedicação, e paciência. No meu caso, exige também empenho de outras pessoas, e é ai que o negócio complica de verdade. Ter que esperar por outra pessoa para limpar a sua própria bagunça é algo terrível. Você se sente impotente na sua própria vida, aonde você deveria mandar e desmandar. E eu odeio mais que tudo a sensação de que não tenho controle sobre as coisas - principalmente sobre as minhas coisas. Mas o que posso fazer? Ficar deitada na metade desocupada da cama, ouvindo Adele e chorando? Ou tentar arrumar a bagunça do meu quarto e esperar que isso seja pelo menos o primeiro passo para dar um jeito na bagunça da minha vida?

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Comece arrumando o quarto. Vão te surgir ideias de como organizar todo o resto.

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo. Confesso que ultimamente nem arrumar o meu quarto ta sendo fácil! hahahaha

    http://www.avidaemletras.com/

    ResponderExcluir
  3. Lembro que quando arrumei o meu quarto no ano passado (que fiz aquela reforma toda) eu sentia minha vida muito mais organizada. Agora ele está uma bagunça e a minha vida mais ainda. Meu quarto é sempre um reflexo da minha vida, quando está um caos, ele também fica rs.

    Quando você se mudar não hesite em me chamar para ajudar na decoração!

    Xx

    <3

    ResponderExcluir
  4. Quando se trata de uma vida tudo é uma pouco mais difícil, porém complicado nunca. A vida não é complicada, quem a complica somos nós! ;) Acredito que primeiro devemos ver o que nos faz mal, o que não presta e jogar fora, depois fica mais fácil de organizar as outras coisas. =)


    Mudando de assunto... No post anterior vc falou que fez parceria com outro blog, que tal uma parceria com o meu tbm?! hehehe

    Beijinhos!!

    http://priscilameloc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que escrita linda. Essa bagunça abstrata da vida é bem mais complica de arrumar, ainda mais quando existe outros personagens em meio dela... Já me senti assim, tanto que me identifiquei com cada frase.

    Beijos linda, amei seu blog vou te seguir <3
    www.comoumrefugio.com

    ResponderExcluir
  6. Vida e Quarto são coisas totalmente diferente, mais uma coisa é fundamental devemos manter o foco e a paciência em primeiro lugar para podermos conseguir arrumar as coisas da vida!! gostei do seu texto, foi uma otima comparação
    www.portalft.com

    ResponderExcluir
  7. Que texto excelente!
    Já me senti muito assim, sentindo o reflexo do quarto em mim.
    E as vezes algumas coisas não podem ser arrumadas.

    Parabéns pela escrita. Beijos

    wwww.estounanoia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei sua escrita. Realmente, arrumar o quarto já é difícil imagine então arrumar a vida? O único ponto negativo em tentar arrumar a vida é que as vezes ela está cheia de bagunças de outras pessoas. Mas creio que persistência e paciência ajudam a arrumar bastante coisa.

    Livinha's Place | http://livinhas-place.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Férias = Quarto do caos. JASIOJASOIJASOISAJ
    Acho que arrumando seu quarto vc começa a ter ideias mais claras para arrumar sua vida.
    Eu quando arrumo o quarto, apesar de colocar uma bela música e tirar o lixo do quarto eu fico pensando na minha vida também e o que posso fazer para melhorar. E acho que isso ajuda muito!
    Adorei o texto!

    Ah te indiquei numa TAG lá no meu blog, depois dá uma olhada!

    http://concepcoeserradas.blogspot.com.br/2013/01/tag-selinho-da-indicacao.html

    Beeijos!

    ResponderExcluir

Se você gostou do post, comenta! Vou adorar saber o que você achou.
Assim que puder responderei seu comentário, e se você deixar o link do seu blog irei retribuir a visita. Obrigada, e volte sempre!

Beijos, Anna