quarta-feira, 8 de setembro de 2010

E o pra sempre... sempre acaba?


Mudaram as estações
E nada mudou
Mas eu sei
Que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente...
Se lembra quando a gente
Chegou um dia a acreditar
Que tudo era prá sempre
Sem saber
Que o pra sempre
Sempre acaba...
      ♪ Por Enquanto - Renato Russo 

Sempre que escutava essa música eu ficava refletindo: Será que realmente não existe um para sempre?  Eu via que tantas amizades e namoros que acreditamos serem eternos um dia acabaram, o que realmente nos leva a acreditar que não existe para sempre. Mas eu fechava os olhos e percebia que isso é errado, que existia uma exceção, eu acreditava que PARA MIM existia o para sempre, que eu tinha realmente pessoas eternas em minha vida. Eu estava engana? Não sei. Hoje já não acredito nisso tanto quanto antes. As coisas mudaram, não entendo mais os outros, não me entendo mais. Não sei o que sinto, quero ao mesmo tempo duas coisas contrárias. O que tá acontecendo? Será que só eu percebi que tem algo errado? Vivo hoje na lembrança do que fui um dia. Quantas vezes tentamos em vão voltar a ser o que eramos antes? No começo fingimos estar tudo bem, mas depois a ficha cai e percebemos que é tudo um teatro, e então não desistimos e recomeçamos, de novo e de novo. Acho que chegou a hora de alguém dizer CHEGA! Não agüento mais recomeçar e viver num teatro, fingindo ser uma coisa que não somos mais. Porque a vida é assim? Por que as pessoas mudam? Porque até os sentimentos mais concretos que temos muda com o passar do tempo? Só tenho certeza de uma coisa, sinto saudades desses velhos tempos. Mas não adianta mais viver fingindo que está tudo bem. Temos que abrir os olhos e encarar a verdade. Não dá mais, não é a mesma coisa. Não agüento mais tentar salvar algo que já morreu há muito tempo. O certo seria seguir em frente. Mas quem disse que eu consigo? Quem disse que NÓS conseguimos? Apesar de ser tudo uma encenação, é uma encenação que me faz bem, uma coisa da qual eu não estou pronta para abrir mão, e nem sei se um dia estarei. Não quero desistir, porém também não quero mais lutar. Deixar como está e empurrar com a barriga? Mentir para nós mesmas e continuar a encenação? Será que esse é o melhor para todos? Sinceramente, não sei. Mas em quanto não ocorrem mudanças drásticas, é isso que vou fazer. Ou não.

Mas nada vai
Conseguir mudar o que ficou
(...)
Mesmo com tantos motivos
Prá deixar tudo como está
E nem desistir, nem tentar
Agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa...
      ♪ Por Enquanto - Renato Russo 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou do post, comenta! Vou adorar saber o que você achou.
Assim que puder responderei seu comentário, e se você deixar o link do seu blog irei retribuir a visita. Obrigada, e volte sempre!

Beijos, Anna