quarta-feira, 23 de junho de 2010

Diário. ?-

Hola personas!
AAAAAA ya estoy de vacacioneeees JAJAJA de verdad, no hay cosa mejor em la vida, sí sí!
Tá, parei de falar espanhol pq sei que poucos entendem! KK pra quem não sabe, eu disse que estou de FEEEEERIAAAAAS aêe RS
Finalmente né? Sinceramente, eu não agüentava aquele colégio .-.Não agüentava mas aquelas pessoas e aquela falsidade, e principalmente NÃO AGUENTAVA MAIS ESTUDAR! *O* tava meeeesmo precisando de um tempo pra mim, pra fazer minhas coisas, cuidar de mim! Nunca mais tive tempo nem pra isso, hidratar minha pele e meu cabelo, fazer as unhas, a SOBRANCELHA *O* [tá uma floresta, meldels] enfim, hoje eu cuidei de mim HAHA e vou iniciar meu regime de férias, que eu sempre prometo fazer e paro na primeira semana né? KKK vamos ver se dessa vez eu consigo! hm*
Minhas férias demoraram uma semana a mais pra chegar .-. isso pq eu fiquei de recuperação! dmcry* ÒÒÒÒÒÒÒÒÒ, sim, Anna de Cássia ficou de recuperação :( Eu sei, pra quem já me conhece a tempos sabe que isso é um fato inédito na minha vida! Poxa, eu NUNCA NA VIDA fiquei de recuperação, mas como diz o ditado, pra tudo tem uma primeira vez né? Então, mmudei pra um colégio beeeeem melhor, era de se esperar que meu rendimento baixasse, e foi tão difícil de me acostumar no inicio .-. enfim, eu fiquei de recuperação em biologia na primeira unidade D: [em físico-quimica e geometria tbm, mas era de um jeito diferente, fiquei e ao mesmo tempo não fiquei, fazia a prova só se quisesse, pra aumentar a nota e tals, ai eu fiz] !
MAAAAAAAAAAAAAAAAAAS pra matar de inveja certa pessoa que disse que eu NÃO CONSEGUIRIA acompanhar o ritmo do diocesano e que minhas notas nunca seriam iguais as do amparo e que eu fosse me acostumando com a recuperação... EU NÃO FIQUEI EM NENHUMA NA SEGUNDA UNIDADE! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *-* sim, eu passei! E não foi em cima da média não, só tive 2 notas abaixo de 8, cara! (se liga garota, não sou como você não, sou Anna de Cássia! Já ouviu falar no meu poder? xx :* ) haha, adoro ser sínica, 1bj!
Sem dúvidas um EXELENTE RESULTADO! E que ainda vai melhorar. Na terceira unidade minha meta é não ter nenhuma nota abaixo de oito, RS. E na quarta unidade é eu tirar nota baixa, porem, passar nos vestibulares HAHA , sim, vou deixar de estudar pras provas da escola pra estudar pro vestibular que esse ano não vale de nada pra mim .-. KK mas eu quero mto mto passar já apartir desse ano, sim sim! E eu vou (yn)
AAAAAAAA domigno tem a PJDRILHA *---* sim sim, a quadrilha da PJ haha, e adivinha quem são os noivos? EU & EUDES (L) aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa sim sim sim, eu sou a noivaa! Que emoção KAOPSAPOSOPASPOAPOS ~ Estão todos convidados pro meu casamento, domingo, após a missa da noite HAHA !
Ah, e essa sexta e sábado estarei em CASINHAS num encontro de formação da PJ, que vai falar horrores sobre o AJURI (L) tá, eu amo o ajuri KSAOPSKPOAKSPOAKSPO mas enfim, vai eu, Eudes, Jonas, talvez Datanhan e Priscila. Tô em dúvida se chamo meu irmão ou não. Ele é mto estranho, e acho que aiinda eé novo demais pra participar desses encontros. Ele tem que formar os próprios conceitos e ideais sobre os assuntos lá debatidos primeiro, hm* É, acho que não vou leva-lo! Mas to mto mto anciosa pra rever todo mundo, Niel, Kassia, Cinthia, Fátima, Cleide, KPOSAOPSKPASPOSPOASPOKPO será que Junior vai estar lá tbm? Hm, se tiver, vou fazer ele me dar outro broche da PJ KKKKK e não, eu ainda não perdi o segundo que ele me deu KKK  ~
Não sei mais o que falar, rs. Eu sei, esse diário está beeeeeeeeeeeeeeem pequeno em comparação com todos os outros, mas eu realmente não tenho mais o que falar! :s
Então, até a próxima! ;*
xx

terça-feira, 15 de junho de 2010

Eu & você...

[parte 2]


Seu José é o motorista da minha família. Está conosco a muitos anos, antes mesmo de eu nascer. Eu o adoro. É claro que eu preferiria que meu pai ou minha mãe viesse me buscar na escola, como todos os outros pais normais. Mas meu pai trabalha muito, mal o vejo. E minha mãe? Ah, minha mãe é um caso a parte. Ela acredita que mulheres de classe não dirigem, tem motoristas que dirigem para elas. Sim, minha mãe é pior que criança mimada, tem todas aquelas manias de gente chique. Foi criada assim, nunca conheceu a pobreza, não sabe o que é isso. Eu sou diferente. Fui criada pelas empregadas, é verdade, e é exatamente por isso que sou diferente. As empregadas me mostravam um pouco da realidade do mundo, falavam sobre suas famílias humildes, como eram as coisas em uma vida completamente diferente da vida que eu tenho, vida de rico, como elas dizem. Eu não tenho culpa de ter nascido em família rica, mas pelo menos não sou como minha mãe, tenho os pés no chão e sei muito bem que existem coisas a mais na vida do que jóias e dinheiro. Em meus longos 13 anos de vida, eu nunca desprezei alguém por ter menos dinheiro que eu, como os outros da minha classe social fazem. Claudinha, a empregada que cuidou de mim a minha vida inteira, diz que eu sou o futuro da classe alta, a única que pode salvar o sangue da família. Tolice, eu acho. Não é possível que no mundo INTEIRO não exista alguém que tenha dinheiro e a mesma personalidade que eu. E eu tenho fé que minha irmã também irá pelo mesmo caminho que eu. Mas ainda é muito cedo pra saber, afinal, ela só tem 10 anos de idade.

Claudinha: Senhorita Dulce? – Entrando no quarto de Dulce. –
Dulce: Oi Claudinha.
Claudinha: Anahí está aqui!
Dulce: Mande-a entrar então. – Claudinha sai e chama Anahí. –
Anahí: - Entrando no quarto. – Quando é que eu vou parar de precisar ser anunciada pra entrar aqui? Poxa Dulce, já faz 13 anos que é desse mesmo jeito.
Dulce: São regras da minha mãe Annie, você sabe disso, sabe como ela é.
Anahí: Não agüento mais essas besteiras de rico que sua mãe tem – Imitando a mãe de Dulce andar. –
Dulce: - Rindo. – Eu também não, mas não posso fazer nada, esse é o jeito dela não é? Mas não venha querendo me enrolar não, você veio aqui pra me contar uma coisa não foi dona Anahí?
Anahí: - Sentando na cama de Dulce. – Ain Dulce, foi tão perfeito – Suspirando de felicidade. –
Dulce: Antes de mais nada, sua mãe não desconfiou de nada?
Anahí: Não, não. Graças a Deus meu irmão não estuda mais lá no colégio, então não tem ninguém que possa dedurar pra ela que eu matei a última aula né?

O irmão de Anahí estudava no nosso colégio até o ano passado. Agora ele é ensino médio, e foi estudar em outra escola, a melhor escola do país quando se trata de ensino médio. Elite Way School. É um colégio interno e pra elite. Tudo lá é muito lindo, um sonho. Não vejo a hora de eu e Annie irmos estudar lá de vez, mas ainda faltam 2 longos anos, pois atualmente estamos cursando a 7ª série do ensino fundamental II.

Dulce: Você sabe que eu preferia que seu irmão ainda estudasse lá :$
Anahí: AAAH DULCE! Eu vim aqui pra falarmos de uma coisa muito importante, e não do chato do meu irmão.
Dulce: Você tem razão. Me conta, como foi, deu tudo certo?
Anahí: AAAH FOI PERFEITO! O melhor primeiro beijo que alguém poderia querer ter. O Paulinho foi muito romântico, sabe? Ele não ficou comigo lá no ginásio, onde marcamos de nos encontrar. Me levou pra um jardim super lindo – Olhas brilhando. –
Dulce: Vocês ficaram no jardim? – Boca aberta. -
Anahí: Não seja boba Dulce, claro que não ficamos lá, naquele jardim onde todos passam o recreio. Era um jardim diferente, eu nunca tinha visto. Acho que é só pros professores, não sei. Ele sabia uma “passagem secreta” pra ir pra lá.
Dulce: Ahhh.
Anahí: Bom, nós chegamos lá, ficamos conversando um pouco, ele não foi como aqueles meninos idiotas que chegam e vão logo beijando sabe, ele conversou um pouco, me fez rir, perguntou umas coisas sobre mim, falou umas coisas sobre ele, e ai sim ele me beijou...
Dulce: OOOOOOUN – Olhos brilhando. - E como é beijar? É bom?
Anahí: É OOOTIMO!
Dulce: Ele botou a língua?
Anahí: - Rindo. – Claro Dulce, acho que sempre se usa a língua. Na verdade beijo é bem diferente daqueles beijos da televisão. Aquilo é só encostar a boca, praticamente. Beijo é muito diferente, o movimento dos lábios, das línguas, as carícias feitas no rosto e no cabelo, só a sensação de estar lá, ao lado dele, abraçada a ele, já é demais.
Dulce: Ahhh. Me conta mais detalhes sobre como é o beijo. Eu não quero ir dar meu primeiro beijo como uma idiota que não sabe de nada. Depois o menino vai sair espalhando por ai que eu não sei beijar, e nenhum menino vai querer mais me beijar :/
Anahí: - Rindo. – Dulce, eu também tava com esse medo, de não saber fazer nada na hora. E eu não tive a sua vantagem, de ter alguém que já beijou pra me dizer como é. E mesmo assim se saiu tudo perfeito. Sabe, eu achava que não sabia absolutamente nada sobre beijo, que ia pagar o maior mico lá e que Paulinho ia ficar rindo de mim, e tava com medo disso. Mas ai na hora, sei nem explicar, simplesmente aconteceu. E quando eu percebi, já estava lá, beijando. E eu descobri que eu sabia beijar. Eu sabia o que fazer, não estava perdida. Acho que essa é uma coisa que todos nós já nascemos sabendo, e só descobrimos que sabemos quando chega a hora.
Dulce: Será que comigo vai ser assim também?
Anahí: Só há um jeito de descobrir. – Olhando pra Dulce com um sorriso safado. –
Dulce: Ah, não Annie! Eu já te disse, não vou ficar com o amigo do Paulinho.
Anahí: Poxa Dulce, nós poderíamos sair juntos, os dois casais *-*
Dulce: Não Annie, eu já disse que não.
Anahí: Mas por que, sua boba?
Dulce: Você sabe muito bem por que. Christopher. Essa é a minha razão! :$
Anahí: Ah Dulce, sai dessa, poxa. Você sabe que jamais vai haver NADA entre você e o meu irmão!

Infelizmente, Annie tem razão. O irmão dela, Christopher, nunca olharia pra mim. Afinal, ele já tem 16 anos. Me diz, qual o menino de 16 anos que beija uma menina de 13? E uma menina BV ainda por cima. Isso nunca vai acontecer.

Dulce: Eu sei Annie. Mas eu nunca conseguiria ficar com algum menino que eu não amo. Beijar alguém e pensar em Christopher :/
Anahí: Então você vai morrer BV?
Dulce: Não! Apenas vou esperar, tentar esquecer essa paixonite que to pelo seu irmão, e ai quando eu não o amar mais, eu beijo outro cara.
Anahí: Poxa, isso pode demorar muito, Dul!
Dulce: Não é só porque você perdeu o BV hoje que eu tenho que perder ainda essa semana, Anahí. E daí que demore? Eu não tenho pressa não.
Anahí: Tá certo então, se você quer assim...
Dulce: Mas me conta, vocês se beijaram, e...
Anahí: - Sorrindo feito uma boba ao lembrar-se de sua história. – Ah, conversamos mais um pouco, nos beijamos mais um pouco, e conversamos e nos beijamos, até eu ver que já tava na hora de ir embora, ai ele marcou pra ir comigo no cinema esse sábado.
Dulce: Poxa, e você nem vai né?
Anahí: Tá louca Dulce María? É claro que eu vou.
Dulce: Louca tá você! Sua mãe nunca vai deixar.
Anahí: Minha mãe não me deixa ir ao cinema com um garoto, mas deixa eu ir com você!
Dulce: Você vai mentir pra sua mãe? Poxa, ela pode ligar pra minha mãe e acabar descobrindo que eu não fui pra o cinema e...
Anahí: Mas você vai comigo Dul.
Dulce: Segurar vela sua e de Paulinho? NUNCA!
Anahí: Poxa Dulce, é uma ótima oportunidade pra vocês se conheceram, pensa bem, se eu for namorar com ele, eu vou querer que minha melhor amiga se dê bem com meu namorado, né?
Dulce: E quando vocês tiverem lá se beijando? Eu vou ficar sozinha, olhando? Muito linda vai ser a cena né?
Anahí: A gente chama uma das meninas lá da sala pra irem também e te fazerem companhia.
Dulce: Tá certo. Chama a Luíza então, tá? Ela é legalzinha e não é fofoqueira.
Anahí: Certo então. – Alguém bate na porta. -
Dulce: Quem é?
XXXXX: Dulxe, xou eu! Poxo entar?
Anahí: AAAAAAA TITAAA, pode entrar sim amoor *-*
Dulce: - Cochichando. – Droga Anahí, ela não pode entrar, estamos conversando sobre algo importante.
Anahí: Mas eu to com saudades dela, Dul. Deixa de ser chata. – Vai até a porta, abre, e encontra a pequenina irmã de Dulce, parada atrás da porta. –
Anahí: TIIIIIIITA! – Abraçando-a. – Que saudades de você, gatinha *-*
Maite: Eu tembém tava cum xaudadex de voxê Annie! – Retribuindo o abraço. –
Dulce: - Irritada. – Fala direito Maite. Você não tem mais seis anos de idade, tem dez, já tá bom de parar de falar feito criancinha.
Maite: Maix eu xou cliança, Dulxe.
Anahí: Deixa ela Dulce. Se você tá irritada não desconta no jeito da sua irmã falar não.
Dulce: Mas ela parece que não cresce Annie. Com 10 anos nós não éramos assim! Nem com quatro anos nós falávamos desse jeito.
Anahí: Ela vai crescer no tempo certo, Dulce. Relaxa.
Maite: Quer brincar comigo Annie?
Anahí: Só se você me deixar ser a Barbie do vestido rosa.
Maite: Tá certo então. Vamos pro meu quarto *-*

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Eu & você...

          ... não é assim tão complicado, não é difícil perceber. Quem de nós dois vai dizer que é impossível o amor acontecer? (Quem de nós dois – Ana Carolina)

          Duas pessoas, duas almas, um só coração. Eles se conheciam a vida toda, e sempre se odiaram. Mas de repente, a situação se inverteu e ela descobriu que estava apaixonada por ele, mas não tinha a menor chance dele se apaixonar por ela. E agora, o que fazer?


Dulce: ANNIE, ANNIE, ANNIE!
Anahí: Shhh. Fala baixo imbecil. Não chama atenção! – Olhando para os lados. –
Dulce: - Falando mais baixo. – Ah tá, foi mal. Mas e ai? Me conta TUDO, até os mínimos detalhes!
Anahí: - Rindo. – Por que você acha que tem direito de saber até os mínimos detalhes?
Dulce: Porque não é à toa que nós somos melhores amigas desde que nos entendemos por gente!

E isso era verdade. Eu e Annie somos melhores amigas desde os três anos de idade. Nos conhecemos no jardim de infância. Era meu primeiro dia de aula, e eu tava com medo de ficar sozinha em uma sala onde não conhecia ninguém...

FLASHBACK

Blanca: Dulce, não adianta ficar fazendo birra, você tem que ficar e eu tenho que ir embora!
Dulce: Puque mamãe?
Blanca: Porque não é permitido aos pais ficar na sala de aula, e você precisa freqüentar a escola, como todas as crianças da sua idade!
Dulce: E eu vo fica aqui xozinha? – Faz cara de choro. –
Blanca: Tente encontrar algum amiguinho, querida.
Dulce: - Olhando a sala de aula. – Huuum, axo que quelo ser amiga daquela menina. – Aponta para uma garotinha que estava brincando com uns bloquinhos de letras no chão. –
Blanca: Ótimo, então vá lá falar com ela, vou estar bem aqui se ela for chata.
Dulce: - Indo em direção a garotinha. – Oi! – Bastante tímida –
XXXXX: Oi! – Abre um sorriso, nada tímida –
Dulce: Poxo blincar com voxê?
XXXXX: Pode! – Sorrindo. – Qual xeu nome?
Dulce: Dulxe Malía, e o xeu?
XXXXX: Anahí.

Anahí: Sua boba, você sabe que eu sempre te conto tudo né? Mas não dá pra contar agora, preciso ir pra casa antes que minha mãe descubra que eu matei aula hoje. – Faz cara de medo. –
Dulce: Tá certo então, melhor você ir mesmo, sua mãe não pode descobrir de jeito nenhum.
Anahí: Então eu vou à sua casa hoje à tarde e te conto tudo ok?
Dulce: NÃO! EU VOU À SUA *-*
Anahí: Dulce, meu irmão não está em casa hoje, vai ficar no colégio esse fim de semana ¬¬’
Dulce: Ahhh. – Cara de triste. – Está bem então, você vai lá em casa. – A mãe de Anahí apertou a buzina do carro, já estava impaciente esperando a filha. –
Anahí: - Olhando a mãe buzinar. – Melhor eu ir logo, ou vou arrumar confusão. – Sai correndo em direção ao carro. – DULCE, as três tá bom?
Dulce: Tá perfeito! – Sorri. – Tchau Annie! Tchau tia Mari!
Anahí: Tchau amiga!
Marichelo: Tchau Dulce! – E dá partida no carro. –
XXXXX: Dulce?
Dulce: - Olhando para trás. – Ah, o melhor motorista do mundo acabou de chegar! – Sorrindo. – Olá seu José!
Seu José: Olá Dulce! Está pronta pra ir?
Dulce: Sim, claro. Vamos.

domingo, 13 de junho de 2010

Dia dos Namorados

Amor... Palavra sagrada vive no coração daqueles que dele fizeram a sua semente, que germina e floresce em seu íntimo...
Às vezes faz sorrir com seus encantos e surpresas;
Às vezes faz chorar diante do abismo da indiferença do silêncio... Da ausência;
“Amor”: Não é preciso falar, mas apenas sentir já e o bastante para avaliar o seu significado;
É mais precioso do que riquezas e projeta os nossos sonhos, os nossos desejos;
Está presente em cada carícia, em cada palavra que reflete a felicidade de possuir este grande sentimento;
Muitas vezes nasce de um sorriso, um simples olhar, um toque apenas; que desperta a nossa alma, que nos engrandece e nos realiza...
Amor com quatro letras pode escrevê-lo e com inúmeras podemos decifrá-lo e expressá-lo...
Amor força que move o mundo, gira em torno de duas vidas que se completam inteiramente.
É a essência que permanece em nossos corpos que satisfaz os nossos desejos;
Amor sentimento profundo que permanece e se restabelece por simplesmente ser eterno... 

EUDES, eu te amo! 

sexta-feira, 4 de junho de 2010

1 ano!

04/06/10. Há um ano eu estava vivenciando o momento mais feliz da minha vida! Realizando o maior sonho de todos: conhecer Christopher Uckermann.

1 ano que eu te abracei, te dei um beijo na bochecha, senti sua gordutrinha entre meus braços, estremeci com seu sorriso, chorei, ri, gritei, cantei, experniei, fiz de tudo, e ao mesmo tempo não deu tempo de fazer quase nada. Foi tão rápído, mas tudo o que ele disse ficou aqui, no meu coração. "Yo amo las vondys"; "obrigado, muito obrigado por toda su consideración". Ucker, cada detalhe deste dia que me vem a cabeça me traz lágrimas aos olhos e saudades ao coração. Eu te amo, e você deve saber, eu mesma te disse, pessoalmente. Sei que você não se lembra de mim, mas eu me lembro de você e isso é que importa, o meu amor por você! Obrigada por tudo, cada momento, cada música, cada abraçado, cada palavra!
EU TE AMO, CHRISTOPHER!
e pra quem ainda não viu, esse post conta sobre esse dia:
http://annadecassia.blogspot.com/2009/06/realizacao-de-um-sonho.html

Diário. ?-

Hello, peoples! :DD'
É, eu deveria estar estudando pra prova de história do Brasil nesse exato momento. Independência do brasil, ér. Mas acontece que a dona Rayane Maria decidiu postar o final da web novela dela hoje [os encantos da capital] e isso me prendeu no pc a tarde toda e me fez desistir de ir estudar! CULPA TUA RAY! rum.
Ai eu tava com vontade de postar algo aqui, mas tava sem saber o que postar, então lembrei que ainda não escrevi nadica de nada sobre o meu aniversário, né gente? Ai resolvi contar-lhes TUDO! HAHA ~
Fiquei acordada até altas horas do dia 24, estudando. Quando eu ia dormir já era 11 e meia [sim, é muito tarde pra alguém que tem que acordar de 4 e meia todo dia ¬¬] Ai decidi ficar acordada até meia-noite pra ver quem seria a primeira pessoa a me dar os parabéns. E adivinha quem foi? NETO CHAGAS (L) oooun amore mio, gracias ok? rs Depois mais algumas pessoas me mandaram parabéns de meia noite pelo twitter, e ai meu celular vibra, uma mensagem de Eudes, de meia noite ouuuuuuuunw *-* Ai eu dei um toque pra ele saber que ue tava acordada e ele retornou. Foi muito fofo me desejando os parabéns e tudo mais (L) Desliguei de meia noite e meia e fui dormir. Acordei no outro dia morta de sono, mas isso não me impediu de me arrumar e ficar diva! Sim, até usei maquiagem pra ir pra escola, rs. Não gosto de me maquiar todos os dias, acho futilidade, e detona a pele. Mas esse dia era especial, todos iam em abraçar e eu tinha que estar linda pra isso! KKK.
E lá vamos nós, viajem tranquila.. dessa vez não dormi no caminho, tava anciosa demais. Chego na escola, pessoas mais proximas me abraçaram e desejaram os parabéns e tals.. e ai chega Carminha e Aleí(é assim que escreve o nome dela? Oo') [coordenadoras] pra terem uma "conversinha" com o 2ºC por causa do nosso PÉSSIMO comportamento. Tá, duas aulas se passaram, um saco. Ai, quando as velhas chatas foram embora, o pessoal começou a cantar parabéns pra mim, mas ai no final, em vez de gritarem: ANNA, ANNA.. gritaram: VERTENTES, VERTENTES! aaaaaaaaaaaaaaa foi muito foofo, adorei OAPSKPOASKPOAO ~ pra quem não sabe, é porque Vertentes é praticamente meu apelido. todo mundo me chama de vertentes, só pra arriar com a minha cara. E eu adoro, não sei porque KOAKSPOAKSPOA ~ 
No recreio, foi a vez de Nayla e Jéssica. Elas são pirangueiras e não fizeram festa pra mim, ;@ KK, brincadeira.. eras estavams em grana, e então fizeram uma coisa bem mais criativa e MUITO melhor que festa, fizeram uma espécie de livro pra mim, com musicas, mensagens, fotos... e no final um papel com assinaturas de pessoas lá da sala [só os que sao mais proximos de mim] OOOOOOUN, quase chorei.. ficou muito linds, sério! amei HAHA'
Depois da aula, fui pra casa. tava morta de sono, e tentei dormir a tarde, mas não consegui D: minha vó pediu pra eu ir na casa dela, e eu fui. quase me arrependi, ainda pensei que não devia ter ido, mas depois pensei melhor e percebi que não posso fugir desses momentos, porque eles são tudo o que eu terei pra lembrar futuramente. tá, sei que ninguem entendeu, mas eu não vou entrar em detalhes sobre isso pra não chorar. é uma coisa que me deixa muito mal e só de lembrar tô com os olhos cheios de lágrimas, não consigo escrever .-.
Acabei demorando demais com a minha avó e me atrasei pra o encontro com eudes. A gente ia pra pizzaria e depois iamos pra capela pqe ele ia apresentar um teatro lá, mas como eu me atrasei, não dava tempo de ir na pizzaria e chegar a tempo pro teatro, ai fomos direto pra capela. só que nem assisti o teatro pqe quando faltava pouco pra começar, neto ligou dizendo que candy tava vomitando e gemendo muito e ele achava que ela ia morrer e mandou eu ir em casa correndo. *O* tá, ele exagero DEMAIS. bastava ele dizer que ela tava doente que eu iria numa boa, mas quando ele disse: acho que ela vai morrer, eu me toquei de tudo HAHA. me lembrei do dia em que eu tava no carro falando que meu niver tava chegando e mayara começou a cochichar coisas com neto e felipe, e que ela pediu o numero de eudes, e que ficou perguntando se eu ia sair de casa no meu niver... AKOSAKPOAKPOSAPO tudo se encaixou. ela tava fazendo uma festa surpresa pra mim. Fui pra casa sem eudes, pqe ele tinha que apresentar o teatro ainda, cheguei lá e fiz cara de que nao sabia de nada. sei como é horrivel quando a surpresa é estragada! ai eu entrei e fui direto em candy. neto deu bobeira ai tbm, ele nem tava perto dela fingindo procupação AOSAKPOSAO, eu fui direto em candy fingindo estar preocupada, e ela pulando de alegria em cima de mim AKOSPAPOSAKPO ai eu gritei: Ô NETO, CANDY NUM TAVA DOENTE? ELA TÁ NORMAL! ai neto aparece rindo e eu olho pra ele e digo: oque foi? ai ele: nada! ai eu olho pra dentro de casa e mesmo sem ver ninguem digo: é mentira né? ai entrei e tava lá o bolo de chocolate lindo&maravilhoso com minha velinha de 16 acesa, e o pessoal começou os parabéns. Mayara, Letícia, Felipe, Neto e Ana Letícia. Fiz meu desejo [que por sinal, se realizou perfeitamente] e apaguei as velas. Depois partimos o bolo [tava delicioso] e mayara perguntou se eu nao suspeitei e eu abri o jogo e contei KOAPSPKOASPO depois felipe começou com as palhaçadas dele de sempre, e aquelas histórias que fazem todos mijarem de rir, foi ótimo. No finalzinho chegou eudes, gúi, nel e datanhan. Ai eu dei bolo a eles e tals, e o povo foi embora e eles ainda ficaram conversando um pouco, e depois foram embora, ai eu fiquei um pouco no msn conversando com a galerê, e depois fui dormir, tava com mto sono, não tinha dormido direito na noite anterior. FIM ~
oun, meus sixteen foram fofos, não foram? Mas mesmo assim a ficha ainda não caiu de que eu tenho 16. ainda me sinto com 15, e quando perguntam minha idade eu digo 15, e dois segundos depois corrijo dizendo que é 16. estranho OAPSAOPKSKPOASKAPO ~ claro que eu queria continuar com a idade magina dos 15. mas dizem que os 16 é a melhor idade. hum, será? é o que eu espero. Porque meus 15 já foram decepcionantes.. NEM um pouco como eu esperava.O melhor  foi 14, fato! Mas os 16 só tão começando né, ainda tem mta coisa por vir, vamos ver no que vai dar.. E QUE VENHA OS 17 (yn


Ah, antes de ir tenho um aviso pra dar... Acho que vocês sabem que no começo do blog eu postava minha web novela (Salva-me) mas ai eu parei porque ninguém lia .-. então, eu tô escrevendo outra web já a algum tempo (Eu & você) e tipo, tô com muita vontade de postar ela aqui! ai tipo, eu vou postar um pouco, se der resultado e vcs lerem e gostarem, eu continuo postando e quem sabe ateé volto a postar a salva-me.. oks? então, porfavor pessoas, leiam minhas histórias, elas são muito especiais e importantes pra mim, e vcs aprovarem em deixaria imensamente feliz, ok? *-*

Então, foi isso gente. Gracias pelos parabéns e tudo mais. amo vocês (L)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Uma idade.


Existe apenas uma idade para a gente ser feliz.
Somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los, a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade pra a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar com toda intensidade, sem medo, sem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito, nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem, em que todo desafio é um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo novo, de novo e de novo, e quantas vezes for preciso.
Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se presente e tem a duração do instante que passa.